Câmara Municipal das Lajes das Flores

Loading

Notícias

Câmara das Lajes aposta na valorização do património tradicional do Concelho

Sexta, 23 de Junho de 2017

Câmara das Lajes aposta na valorização do património tradicional do Concelho

O Concelho das Lajes e as suas gentes são simultaneamente herdeiros e protagonistas de um vasto saber fazer e saber ser, dentro do espetro do modo de vida rural, que se traduzem no que hoje se chama de património identitário.

Assim, a Edilidade entende que é chegado momento de aproveitar diversas infraestruturas existentes no território, coleções expressivas de peças e acima de acima de tudo e o manancial histórico e prático de tantas gerações que nos precederam, para transformar num importante símbolo de aprendizagem, pelos mais novos e por todos aqueles que nos visitam.

A Câmara Municipal das Lajes está a desenvolver um projeto que desenvolver-se-á essencialmente na criação de uma rede municipal de unidades museológicas distribuído por 5 locais distintos: pelo polo etnográfico da Fajã Grande, pela Casa do Lavrador, pelas fábricas de laticínios N.ª Sr.ª do Rosário e da Lomba, e pelo Museu da Baleia, aos que se juntará pela sua importância prática e simbólica o moinho d’água da Alagoa na Fajazinha, que ainda labora.

O projeto cumprirá com dois objetivos fundamentais: assegurar a salvaguarda do imenso património existente e promovê-lo no presente e no futuro como forma de garantir a sua perpetuação na memória das pessoas; e transformar todo este património num importante conteúdo turístico, para que possamos acrescentar, a tudo o que já nos distingue enquanto destino turístico, que possa simultaneamente valorizar a oferta, mas mais importante, mostrar mais de nós e do que nos define.

Isto acontecerá com a criação de uma Rota de Interpretação da Vida Rural, ao longo dos locais antes identificados, com algumas importantes referências imateriais como sejam: a Rota Baleeira – recorda-se que a baleação é um marco incontornável na história dos Açores e que a primeira armação costeira se estabeleceu nas Flores após a vinda da América das primeiras lanchas, e Rota Natural – a Rota Natural, será a mais simples e complexa simultaneamente. Desde os trilhos, as cascatas, o mar e os seus pontos de acesso, as lagoas, as levadas, as ribeiras. A Rota Natural estabelece uma ponte importante entre a vida e o meio. Assim o entendeu a UNESCO quando atribui a esta ilha a classificação de Reserva da Biosfera, pois que isto assenta exatamente na relação do Homem com o Meio.

O projeto implica investimento na organização dos conteúdos e na sua apresentação ao público, na recuperação de algumas peças emblemáticas, na introdução do conceito do Smartourism nas Lajes, através desta nova rede de polos visitáveis, na criação de conteúdos de divulgação e promoção do projeto e dos seus resultados, num total de cerca de 100 mil euros. Uma vez que este projeto foi alvo de uma candidatura ao PRORURAL+. Medida 19.2, da ADÉLIAÇOR, espera-se um cofinanciamento comunitário, através daquele fundo, na ordem dos 80% do valor total de investimento.

Com este investimento, importante para a Edilidade Lajense, espera-se dar um importante passo na valorização do património da ilha e do Concelho e na criação de significativos conteúdos de visitação turística, necessariamente alternativos ou complementares à oferta outdoor.

Retroceder

Documentos

Consultar Arquivo

O tempo nas flores

Projecto Climaat - Webcam
Webcam Projeto Climaat
Spot Azores
Spot Azores